Em jogo eletrizante, Unaí vence Brasiliense e respira no Candangão

Esquadrão mineiro superou o atual campeão local por 3 x 2 e se distanciou momentaneamente da zona do rebaixamento. Ao final da rodada, a derrota pode custar ao Jacaré uma vaga no G-4

0
466
Lucas Bolzan/Distrito do Esporte

No duelo entre mineiros e candangos, o Unaí levou a melhor por 3 x 2 sobre o Brasiliense, na abertura da 6ª rodada do Campeonato Candango. A partida realizada na manhã desta quarta-feira (9/2), no Estádio Urbano Adjunto, foi marcada pelo domínio verde sobre a equipe de Taguatinga. O resultado deu fôlego ao esquadrão de MG, enquanto o tropeço pode custar a vaga do Jacaré no G-4 ao fim da jornada.

O Unaí foi superior ao Brasiliense desde o apito inicial. Os donos da casa precisaram de apenas 20 segundos para conseguir a primeira investida. A recompensa veio aos 33 minutos, quando Akin finalizou de longe, com desvio no meio de caminho, abrindo o placar no interior mineiro. Na volta dos vestiários, Matheus Falero ampliou e, de quebra, anotou o terceiro do Verdão da Serra. O Jacaré conseguiu descontar com Aldo e Badhuga na reta final. No entanto, o tropeço longe do DF não evitado.

Lucas Bolzan/Distrito do Esporte

Unaí se impõe e larga na frente

Focado na vitória, o Unaí se atirou ao ataque com menos de 20 segundos de jogo. Matheus Falero avançou pela direita, superou a marcação e tentou o cruzamento. Atento, Aldo afastou. Passados cinco minutos, os mineiros continuaram pressionando. Acionado novamente, Falero apostou corrida pelo setor direito, mas foi travado pela defesa amarela. A resposta amarela veio após cruzamento de Goduxo pelo setor canhoto. Daniel Alagoano escorou de cabeça para Aloísio que, de primeira, bateu mascado. Marcão tentou a sobra, mas sem sucesso.

Com espaço, o Unaí tentou assustar com finalizações de longa distância. Felipinho dominou de longe e arrematou por cima do gol. O Jacaré respondeu na mesma moeda. Aloísio recebeu pelo centro, ajeitou o corpo e bateu rasteiro, rente à trave do goleiro mineiro. Foi seguindo a receita de finalizar de fora da área que o Verdão da Serra abriu placar. Akin ganhou campo pela direita e não titubeou em chutar de longe. A finalização contou, ainda, com desvio no meio do caminho, impedindo qualquer reação do arqueiro candango.

Após o gol, o clima ficou tenso no interior mineiro. Em disputa pela bola, Daniel Alagoano deixou o braço no rosto de Akin, que desabou, gerando tumulto nas áreas técnicas. A confusão, porém, não mudou o rumo da partida na primeira etapa.

Jacaré reage, mas não evita derrota

Na volta dos vestiários, o Brasiliense precisou de apenas um minuto para chegar ao ataque. Aloísio cortou da direta para o meio e chutou rasteiro e fora da área. No lance seguinte o Unaí foi às redes com Matheus Falero. Felipinho foi levando até a entrada da área e viu a passagem de João de Deus, que bateu cruzado para Falero completar. O assistente, porém, assinalou impedimento, acendendo nova polêmica. E após pouco mais de um minuto de conversa, o trio de arbitragem confirmou o segundo gol mineiro.

Com o prejuízo ainda maior, o Jacaré promoveu mudanças para melhorar a saída de bola e aumentar o poderio ofensivo. As alterações, no entanto, não surtiram efeito. Muito pelo contrário, aos 14’, Paulo Renê aproveitou o buraco na defesa amarela e lançou Matheus Falero. O camisa 11 venceu Badhuga na corrida, driblou o goleiro e anotou o terceiro do Unaí na partida. Com dificuldade para criar, o Brasiliense parava no bloqueio verde e pouco assustava o adversário.

Incomodado pelo resultado, o Brasiliense conseguiu diminuir em bola parada. Bernardo cobrou escanteio, Aldo antecipou na primeira trave e descontou para o Jacaré. Na sequência, o esquadrão amarelo quase marcou o segundo em cabeceio de Matheus Silva. Por capricho, a ofensiva parou no travessão do goleiro Edson. Nos acréscimos, novamente após tiro de canto, o Jacaré diminuiu. Badhuga aproveitou sobra na pequena área e escorou para o fundo das redes.

O que vem por aí

A vitória em casa sobre o Brasiliense deu fôlego ao Unaí no Candangão. O Verdão da Serra chega aos seis pontos e deixa momentaneamente a zona de rebaixamento. O próximo compromisso mineiro no torneio será no sábado (12/2), contra o Capital, às 15h30, no Estádio JK. A derrota pode custar a 3ª posição do Jacaré, podendo ser ultrapassado ao final da rodada. A equipe amarela também volta a campo no sábado, às 15h30, quando recebe o Ceilândia, no Abadião, na reedição da final local do ano passado.

UNAÍ – 3
Edson; Lucas, Vidal, Vinícius e Júlio; Gabriel Almeida 🟨, Akin ⚽ (Madson), Felipinho (Pedrão 🟨) e Micael; Matheus Falero ⚽⚽🟨 (Brendon) e João de Deus (Paulo Renê). Técnico: Emerson Matheus

BRASILIENSE – 2
Fernandes; Andrezinho, Badhuga ⚽, Preto Costa e Goduxo (Peu); Aldo ⚽, Aloísio e Tiago Luís (Bernardo 🟨); Luquinhas (Matheus Silva), Daniel Alagoano 🟨 (Kesley) e Marcão 🟨. Técnico: Reinaldo Gueldini

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui